A Diocese do Funchal foi a primeira diocese portuguesa da Igreja Católica instituída fora da Europa, na sequência das viagens marítimas de descoberta que potenciaram a experiência de globalização. Esta diocese pioneira, que se estruturou (e que perdurou até hoje, pois outras houve que se revelaram inviáveis e não perduraram) no contexto da expansão portuguesa, foi erigida na capital do Arquipélago da Madeira, o primeiro território ultramarino a ser descoberto oficialmente pelos portugueses. A Madeira viria a tornar-se uma plataforma estratégica da expansão ibérica para os mundos que então se abriam como novos aos olhos da Europa Cristã.
Sediada num dos pontos gravitacionais do processo de globalização comercial, cultural e religiosa em curso, a Madeira afirmar-se-ia como um ponto nevrálgico do concomitante processo de universalização do Cristianismo que as viagens de descoberta proporcionaram é Cristandade europeia. A diocese ali fundada em 1514 transformar-se-ia numa base importante para a construção da igreja missionária ultramarina. Embora por um período breve, é Diocese do Funchal foi dada, nas primeiras décadas da sua existência, jurisdição canónica sobre a Igreja em implantação sobre todos os territórios descobertos e a descobrir sob a alçada do Reino de Portugal, o que a tornava então a maior diocese do mundo. No seu começo, a Diocese do Funchal era, portanto, a sede administrativa do processo de institucionalização da Igreja nos territórios africanos, asiáticos e americanos, sob a alçada do Padroado Português, tutelado pela coroa através da Ordem de Cristo. Nessa medida, a história da Madeira é cimentada sob a modelação fundamental do património da espiritualidade e da doutrina cristã católica, que dá sentido e ímpeto de participação na construção da Igreja universal em termos planetários.
Além de uma cultura de cunho franciscano, marcada por uma espiritualidade de ligação profunda entre o homem, a natureza e Deus, a Igreja madeirense viria a tornar-se formadora de missionários que participaram de muitos modos da dinâmica da evangelização em diversos cenários do globo. Assim, o espírito de mobilidade que marca a história da Madeira não se revelou apenas na procura de uma vida melhor em outras paragens mais prósperas do mundo em nome de um melhoramento das condições materiais, mas também se manifestou na vocação de muitos para contribuir para o melhoramento espiritual do mundo.
Ao longo da história multissecular desta diocese, pode-se observar uma cooperação estreita entre a Igreja e o projeto político de construção de uma sociedade organizada, num arquipélago que entronca, por sua vez, a sua história com a história de povos, culturas e religiões de vários pontos do mundo.
É, portanto, a riquíssima história da Diocese do Funchal, enquanto instituição e polo de estruturação religiosa, social e cultural de um povo insular que cruza a sua história com a história de outros povos, que é constituída como objeto de estudo multidisciplinar em sede de congresso internacional. Esta reunião científica pretende, com o contributo de especialistas e investigadores de diversas áreas, assinalar a passagem do quinto centenário da fundação da Diocese do Funchal, contribuindo para o conhecimento aprofundado da sua história e perspetivando o seu futuro a partir da análise dos desafios do presente.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

Promover investigação interdisciplinar sobre a Diocese do Funchal com vista a construir um saber institucional,
social e cultural sobre os 500 anos da sua história.
Conhecer as fontes fundamentais da história da Diocese do Funchal.
Compreender o papel da Diocese do Funchal como polo de difusão e estruturação do Cristianismo no mundo
ultramarino, no contexto da política de expansão portuguesa.
Observar as articulações entre a Diocese do Funchal e o processo de modelação da sociedade e da cultura
madeirenses.
Analisar o investimento feito pela Diocese do Funchal na assistência espiritual és comunidades da diáspora
madeirense no mundo.
Estudar as relações entre religião, política e sociedade civil a partir do papel da Diocese do Funchal nos destinos
do arquipélago madeirense.
Refletir sobre as problemáticas e desafios que se apresentam hoje é Diocese do Funchal.


PAINÉIS TEMÁTICOS:

Povoamento e Evangelização
Fundação da Diocese e da Arquidiocese
História e Instituições
Missionação e Globalização do Cristianismo
Religião e Política
Religiosidade Popular
Ação Pastoral
Espiritualidades, Carismas e Congregações Religiosas
Seminário e Formação do Clero
Educação e Mobilidade Social
Figuras e Obras
Património, Arte e Cultura
Igreja e Sociedade
Igreja e Outras Experiências Religiosas
Igreja e Controvérsias Históricas
Igreja e os Concílios Ecuménicos
Sínodos e Legislação Diocesana
Religião e Adaptação aos Novos Tempos
Igreja e Ecumenismo



INSTITUIÇÕES:

Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras
da Universidade de Lisboa (CLEPUL)
Centro de História de Além-Mar da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas
da Universidade Nova de Lisboa (CHAM)
Centro de Competências em Artes e Humanidades – Universidade da Madeira
Centro de Estudos de História do Atlântico (CEHA)
Diocese do Funchal
Secretaria Regional da Cultura, Turismo e Transportes / DRAC - RAM
Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal (CIRP)
Agência Ecclesia
Ordem dos Economistas – Delegação Regional da Madeira
Posto Emissor do Funchal
Rádio Renascença


COMISSÕES:

Presidente da República
Patriarca de Lisboa
Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos
Prefeito do Pontifício Conselho para a Nova Evangelização
Núncio Apostólico em Portugal
Bispo do Funchal
Representante da República para a Região Autónoma da Madeira
Presidente do Governo Regional da Região Autónoma da Madeira
Secretária Regional da Cultura, Turismo e Transportes – RAM
Comandante da Zona Militar da Região Autónoma da Madeira
Comandante da Zona Marítima da Região Autónoma da Madeira
Reitor da Universidade da Madeira
Reitor da Universidade de Lisboa
Reitor da Universidade Nova de Lisboa
Reitor da Universidade dos Açores
Reitor da Universidade Católica Portuguesa
Bispo Emérito de Évora
Presidente da Fundação Calouste Gulbenkian
Presidente da Câmara Municipal do Funchal
Presidente do Secretariado Regional da Madeira da Ordem dos Economistas
Presidente da Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal
Presidente: João Paulo Oliveira e Costa (Universidade Nova de Lisboa)

Alberto Vieira (Centro de Estudos de História do Atlântico)
Ana Isabel Buescu (Universidade Nova de Lisboa)
Ana Leal de Faria (Universidade de Lisboa)
Annabela Rita (Universidade de Lisboa)
António Montes Moreira (Universidade Católica Portuguesa)
António Santos Pereira (Universidade da Beira Interior)
Avelino de Freitas de Meneses (Universidade dos Açores)
Bernard Vincent (EHESS – Paris)
Carlos Moreira Azevedo (Universidade Católica Portuguesa)
David Sampaio Barbosa (Universidade Católica Portuguesa)
Fabrice d’Almeida (Universidade de Paris – Sorbonne)
Fernanda Olival (Universidade de Évora)
Fernando Cristóvão (Universidade de Lisboa)
João Adolfo Hansen (Universidade de São Paulo)
João David Pinto Correia (Universidade de Lisboa)
João Francisco Marques (Universidade do Porto)
José Manuel Paquete de Oliveira (ISCTE)
José Pedro Paiva (Universidade de Coimbra)
José Tolentino Mendonça (Universidade Católica Portuguesa)
Justino Magalhães (Universidade de Lisboa)
Luís Filipe Thomaz (Universidade Católica Portuguesa)
Luís Machado de Abreu (Universidade de Aveiro)
Manuel Saturino da Costa Gomes (Universidade Católica Portuguesa)
Nuno da Silva Gonçalves (Universidade Gregoriana)
Pierre-Antoine Fabre (EHESS - Paris)
Raimundo Quintal (Universidade de Lisboa)
Rui Carita (Universidade da Madeira)
Vítor Serrão (Universidade de Lisboa)
Presidente: José Eduardo Franco (Universidade de Lisboa)

Agostinho Jardim Gonçalves (Diocese do Funchal)
Aida Lemos (Universidade de Lisboa)
Alexandra Spranger (Centro de Estudos de História do Atlântico)
Andreia Nascimento (Universidade da Madeira)
António Hector de Araújo Figueira (Diocese do Funchal)
Bonifácio Gomes (Diocese do Funchal)
Carlos Barradas  (Universidade da Madeira)
Cristiana Lucas Silva (Universidade de Lisboa)
Fernanda de Castro (Universidade da Madeira)
Florentino Bernardes Franco (Universidade de Lisboa)
Francisco Clode (DRAC – Madeira)
Graça Alves (Centro de Estudos de História do Atlântico)
Gorete Araújo (Diocese do Funchal)
Luís Pinheiro (Universidade de Lisboa)
Jacinto Jardim (Universidade de Aveiro)
Joana Balsa de Pinho (Universidade de Lisboa)
João Henrique Silva (DRAC – Madeira)
José Fiel de Sousa (Diocese do Funchal)
José Renato Gonçalves (Universidade de Lisboa)
Luísa Paolinelli (Universidade da Madeira)
Manuel Gonçalves dos Ramos (Diocese do Funchal)
Manuel Joaquim Gomes Barbosa (Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal)
Marco Gomes (Escola da APEL)
Maria José Camacho (Universidade da Madeira)
Nelson Veríssimo (Universidade da Madeira)
Paula Carreira (Universidade de Lisboa)
Ricardo Ventura (Universidade de Lisboa)
Susana Costa (Universidade dos Açores)
Teresa Norton Dias (Universidade da Madeira)
António Estêvão (Diocese do Funchal)
Cristina Trindade (Universidade de Lisboa)
Susana Mourato Alves-Jesus (Universidade de Lisboa)
Carlos Diogo Pereira
Carolina Gama
David Freitas
Ernesto Silva Coelho
Fátima Azinheiro
Fátima Costa
Filipa Silva
Goretty Serrão
João Leça
João Freitas
José Venâncio Martins
Luís Eduardo Nicolau
Mariana Gomes da Costa
Paulo David Freitas
Rose Bastos
Rui Oliveira


Copyright 2014 (c) Congresso Diocese Funchal
Imagem: Picas | Desenvolvimento: Switx